quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

No balanço das horas



E a senhora idosa disse ao neto que tinha medo de morrer. E o menino, olhando para os olhos da avó, disse: Eu tenho muito medo é de não poder viver... Os dois, diante dos brinquedos da praça quase deserta, ficaram por alguns momentos a balançar suas recordações, idas e vindas, ao sabor do vento que assoprava seus nomes...

José Antonio Klaes Roig

Observação 1: Miniconto de minha autoria, escrito em 26/12/2012 e protegido pela lei de direitos autorais.
Observação 2: Imagem acima, colagem antiga de minha autoria, feita com recortes de revistas, usando apenas tesoura e cola bastão, e digitalizando o resultado para o computador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário